É corredora? Por que você deve protestar na prancha isométrica

Segundo estudo, malhar os músculos mais profundos do core é fundamental em direção a performar suficientemente na modalidade

Por
Redação jibóia FORMA

access_time

10 jan 2018, 20h04 – Publicado em 10 jan 2018, 18h11

Você corre e costuma sentir dor nas costas? provimento: talvez seja o caso de fortalecer os músculos do seu abdome. O vigilante vem de um novo estudo da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, publicado recentemente no periódico científico Journal of Biomechanics.

Segundo os cientistas americanos, é comum corredores apresentarem o incômodo nas costas. Daí porque decidiram investigar o papel da musculatura do core – região que engloba o abdome, a lombar e o quadril – em pessoas que praticam a modalidade. “Nós medimos as dimensões do corpo dos atletas e avaliamos como eles se moviam, a fim de gerar um transformação específico de cada um no calculador”, relata Ajit Chaudhari, líder da investigação. “Isso nos permitiu examinar como os ossos se mexem e quanta pressão é colocada em cada junção.”

Os pesquisadores descobriram que um core fraco estimula os músculos superficiais do abdome a trabalhar mais e a entender rapidamente o estado de fadiga. E quando esses grupos musculares funcionam sozinhos, o risco de as dores aparecerem é maior. “Isso realiza com que aumente a carga na coluna vertebral, especialmente na lombar”, observa Ajit.

Os exercícios certos

Você deve estar pensando “partiu criar abdominais”, certo? sossego lá. Ao opositor do que parece, esses exercícios não são os mais indicados em direção a prevenir a dor nas costas. O melhor é investir naqueles que trabalham o core como um todo. Segundo os estudiosos americanos, é na prancha isométrica que se deve protestar, principalmente quando feita em superfícies instáveis, como a balão ou o bosu.

“excogitar um abdome com gominhos e melhorar a performance na corrida são objetivos diferentes. Se você reparar, os corredores profissionais não têm tanquinhos”, observa Ajit Chaudhari. “Movimentos estáticos que exigem muito do core são os que vão criar você correr melhor”, garante.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de jibóia FORMA

Mas, diante de sair fazendo prancha por então, converse com um profissional de educação física em direção a saber como incluir esse e outros exercícios semelhantes no seu treino. dessa maneira, você melhora sua performance e sua saúde.

É corredora? Por que você deve protestar na prancha isométrica

Fonte: https://boaforma.abril.com.br/fitness/e-corredora-por-que-voce-deve-protestar-na-prancha-isometrica/

caion

Comente