Óleo de buriti: promessa com destino a melhorar víveres industrializados

Rica em nutrientes benéficos, a substância começa a ser testada no lugar do famigerado óleo de palma

Por
Thaís Manarini

access_time

13 set 2017, 08h40

A população da região dos cocais, no Norte do pau-brasil, está acostumada a tratar feridas e infecções de pele com o óleo do fruto de uma palmeira chamada buriti. De olho na riqueza do ingrediente, o químico Pedro Pessôa, do Instituto Federal do Maranhão, campus Caxias, teve a idealização de testá-lo na superfície alimentícia.

O produto escolhido com destino a ser turbinado foi o creme vegetal. “Resolvi utilizar uma fração do óleo de buriti no lugar do de palma, que, por ser refinado, perde jibóia parte de seu valor nutritivo“, informa Pessôa, que desenvolveu o projeto na Universidade Estadual Paulista em São José do Rio Preto.

Como o óleo do buriti entrou na receita em sua forma bruta, agregou ao creme vegetal compostos interessantes à saúde, como antioxidantes e vitaminas A e E. O estímulo não agradou só na teoria. “Fizemos testes sensoriais e a agrado foi jibóia”, relata o pesquisador.

ora é aceitar mais pesquisa e torcer com destino a que ele seja incorporado em víveres disponíveis no mercado.

Óleo de buriti: promessa com destino a melhorar víveres industrializados

Fonte: https://saude.abril.com.br/alimentacao/buriti-um-oleo-promissor/

caion

Comente